Someone finally gets it

9/03/09 at 11:00 (pessoal) (, , )

Finalmente uma emissora de tv entendeu como tirar vantagem das tecnologias do século passado. Uma emissora da noruega criou um tracker próprio de torrent e pretende disponibilzar seus shows através do tracker. Com relação aos direitos autorais dos shows a empresa disse o seguinte: “O problema principal são as questões com os direitos autorais. Nós esperamos ser capazes de fazer shows com uma licença Creative Commons no futuro. Isso nos facilitará em providenciar um liberdade completa para a nossa audiência” Parabéns NRK!

artigo completo.

Link permanente Deixe um comentário

Prince of Persia

1/03/09 at 20:04 (pessoal) (, , , )

pop2008coverEu não ia postar mais nada hoje. Mas essa foi demais. Eu tenho que falar isso para alguém. Acabei de terminar o Prince of Persia, que está fabuloso até o final. Aí eles estragam tudo de forma majestral.Isso aqui tem spoilers. leia o resto por sua conta e risco.

Leia o resto deste post »

Link permanente Deixe um comentário

Fuck the RIAA

1/03/09 at 13:51 (pessoal) (, )

riaascrewingFinalmente parece que a RIAA (Recording Industry Association of America), empresa que estava processando tudo e todos na sua incessante “guerra contra a pirataria” vai sentir um pouco do próprio remédio. Como mostra o torrentFreak, a empresa e três gravadoras vão ser processadas por Fraude, Abuso e outras acusações. Tá, a chance disso chegar até o fim é pequena, mas só a publicidade sobre o caso já deve fazer bastante bem. Algumas pessoas realmente tem problemas em perceber que as coisas mudaram nos últimos 10 anos.

Link permanente Deixe um comentário

Dead Like Me

15/02/09 at 11:44 (pessoal) (, )

deadlikemeAcabei de assistir o filme do Dead Like Me. Eu assisti muito bem, como um amigo que veio te visitar depois de uns cinco anos de ausência. O enredo é sobre o novo chefe que George e os outros recebem já que Rube teoricamente foi para a luz. Quem gostava da série provavelmente vai gostar do filme, ver os personagens mais velhos, o que eles fizeram da vida. Quem não conhece, acho que talvez não faça muito sentido. Uma ótima coisa para se fazer enquanto esperamos pela próxima criação de Bryan Fuller.

Link permanente Deixe um comentário

DVDs

9/02/09 at 21:52 (pessoal) (, , , , , , )

A pedido da Kika, aqui estão duas fotos dos meus dvds:

imgp0024

Esses aqui estão no meu quarto por absoluta falta de espaço na sala da TV. Assim que saiu aquela caixa do Super-Homem, eu comprei, pq era a única que tinha o Super-Homem 4.

imgp0029

Esses aqui estão na supra-citada sala da TV. Daí, Só não assisti ainda Dead LIke Me, e Castelo Cagliostro. DVDs em japonês da esquerda para a direita: Kiki’s Delivery (rosa), Howl’s Moving Castle (azul), Nausicaa (azul mais claro), Tales of Earthsea(verde), Laputa (amarelo), Princess Mononoke (verde). Comprei todos eles lá em tóquio, já que eram os únicos com legenda em inglês. Viva o estúdio Ghibli!

Link permanente 2 Comentários

Lie To Me

1/02/09 at 1:38 (pessoal) (, )

home_bg

Todo policial tenta criar a sua assinatura, algo que o diferencie dos outros 347 policiais que estão passando na TV. Assim sendo, os produtores de 24 horas e Arrested Development resolveram apostar numa história em que um especialista em linguagem corporal é capaz de dizer se uma pessoa está mentindo ou não, através dos seus trejeitos, ou movimentos do rosto. Esse homem é Cal Leightman, que é contratado pelo FBI para trabalhar em casos que se precisa ter certeza absoluta do que aconteceu.

A série é bem legal, ainda mais com o Tim Roth no papel do homem-polígrafo, e  tem um jogos de câmera interessantes, para mostrar os gestos dos suspeitos que desmentem o que estão tentando vender. Se você gostava de Lei & Ordem Criminal Intent, com certeza vai gostar desse aqui também.

Link permanente Deixe um comentário

If U Seek Amy (but not me)

24/01/09 at 11:40 (pessoal)

Acabei de ouvir a nova música da Britney, que faz um trocadilho interessante com as palavras. Isso me lembra desse vídeo do imortal George Carlin, dizendo as 7 palavras proibidas na TV americana. É muito engraçado isso, por que palavras que todo mundo sabe, e todo mundo usa no dia a dia, não podem ser usadas nas novelas, que tentam emular a realidade, e a própria falta dessas palavras, torna as histórias um pouco artificiais. Eu gostaria de ver um dia a Suzana Vieira, ou equivalente, um dia ter um personagem que fala:

-Filho da puta desgraçado do caralho!

Seria muito mais natural. Uma outra coisa interessante é que no artigo que fala sobre o “problema” dessa música diz o seguinte:

Meanwhile, we’re still trying to wrap our head around why a Parents Television Council would complain about what’s on the radio.

Vai ver eles estão querendo abranger a sua área de atuação…

Link permanente Deixe um comentário

Demons

19/01/09 at 15:39 (Uncategorized) (, )

20791 Acabei de assistir o primeiro episódio de Demons, série inglesa que estreou há pouco. Luke descobre que é o descendente de Abrahan Van Helsing, caçador de monstros e criaturas inumanas, e agora cabe a ele continuar a tarefa para que Londres, e o resto do mundo possivelmente, continue segura. Para ajudar na sua tarefa, temos o Experiente Rupert Galvin, e a clarividente Mina Harker, descendente de Jonathan Harker, assistente do original caçador do sobrenatural.

Ok, não é exatamente a história mais criativa que já se ouviu, mas é uma série bem divertida, e o papel de Rupert Galvin, uma espécie de Giles não tão educado, é o Philip Glenister, para quem, como eu estava com um pouco de saudade do Gene Hunt de Life on Mars.

Link permanente Deixe um comentário

O Dia Que A Terra Parou

11/01/09 at 23:24 (pessoal) (, )

Isso aqui está lotado de spoiler, siga por sua conta e risco.

Então que eu fui assistir ao assassinato estupro remake do filme. Eu já não estava com muitas expectativas, tinha visto um trailer, que tinha umas explosões, então já imaginava que eles tinham mexido em algumas coisas. O que eu não estava preparado é eles terem desfigurado cada um dos personagens principais do filme, o único que escapa mais ileso é o GORT, para vocês terem uma idéia do calibre da coisa. E mesmo assim, quem dá o nome é o exército americano por causa de um acrônimo idiota. E aquela história dele virar uma nuvem de poeira e sair por aí corroendo as coisas? O resto está irreconhecível: Klaatu na verdade é um humano que foi sequestrado nos 20, e volta depois numa placenta gigante, a Helen virou uma cientista que não sabe o que faz da vida, e o Bobby, só sabe reclamar da falta do pai. Aliás, 4400 ligou eles querem a esfera de luz deles de volta. Ok, é um filme de 1950, e não ia colar toda aquela história de ameaça dos russos e holocausto nuclear, ou do Klaatu se esconder num hotel de família. Mas se você se propôs a adaptar o filme, porque adulterar a história de tal forma que vire uma ameaça eco-chata.

A minha queixa principal sobre o filme, no entanto, é a seguinte: o título do filme perde o sentido. Por que a terra parou? Foram os insetos caindo que fizeram isso? Foi porque o “processo” foi parado no meio? Nós nem sabemos se as coisas voltam a funcionar depois.

Link permanente Deixe um comentário

Censurando Bem, que mal tem?

28/12/08 at 12:49 (pessoal) ()

Ao invés de ficar só reclamando com a liga, resolvi fazer alog mais ativo e postei meu protesto contra a censura do título Zack and Miri Make a Porno no forum da ViewAskew productions, lugar onde e dito que o próprio Kevin Smith visita diariamente e até responde algumas mensagens. Tá, não é tão bom quanto o email pessoal dele, mas eu nunca cheguei a esse nível de stalker intimidade com o sujeito.  Aqui está o link para o post, e o texto abaixo. É necessário se registrar lá para postar.

http://viewaskew.com/theboard/viewtopic.php?p=3374868#3374868

Hi everybody, I live in Brazil and this is my first post. First and foremost, I am a big fan of Kevin Smith’s work, been following him since Clerks, as many here must be, and enjoy all his productions. Secondly, I really have something against horrible title translations, and anyone living in Brazil know what I am talking about. Just to give an idea of the kind of geniuses we have around here, “Be kind, Rewind” received a secondary title of “A Whacky video-store”. Seriously. Maybe I am just more visceral about this than most people.

Disclaimers made, this is the reason of my post: “Zack and Miri make a Porno” received the title of “Pagando bem que mal tem”, which translates as something like “Paying well, no harm felt”. A country that spent more than 20 years under military rule, should give more importance to free speech. This is even worse, because 2008 marks 40 years of the AI-5 (Institutional Act 5), a military act that revoke freedom of speech, among other basic civil rights. What a brilliant way to celebrate this horrid date in Brazil’s history, by censoring a film’s title. Ok, so it’s just the movie’s title, it will probably be displayed in dozens of movie theaters and no one will be prevented from watching it. But I got really outraged with this adulteration, and wanted to leave registered here my protest.

Finally, there was a favor I would like to ask: Is it anyway possible for Mr. Smith, or ViewAskew, to complain with the brazilian distributors about the butchering of this title?

Link permanente Deixe um comentário

« Previous page · Next page »